Matheus Arcaro
"Devo agora falar de mim. Isso seria um passo em direção ao silêncio."
Samuel Beckett sintetizou magistralmente a impossibilidade de se definir.
Quem sou eu? Não creio ser possível escrever biografias. Nem mesmo pela pessoa em questão. Sob qual ponto de vista me descreveria? Sou mestrando em filosofia contemporânea pela UNICAMP? Pós-graduado em História da Arte? Graduado em Filosofia e em Comunicação Social? Sou eu um professor, um artista plástico ou um escritor (autor do romance "O lado imóvel do tempo" e do livro de contos "Violeta velha e outras flores")?
Se necessário for colar em mim um rótulo, que seja o de tapador de buracos. Afinal, a arte é uma necessidade de preencher espaços. E estes, para minha fortuna, nunca cessarão de existir.
Perfil FacebookSiga no TwitterPerfil no Orkut